Maria costumava passear todas as tardes na B8, tinha os cabelos cheio de molas, na altura do queixo, que desenhavam, assim, a moldura perfeita de menina sapeca, porém já passara dos quinze há quase dez. Seus olhos passeavam por páginas alheias como quem queria desvendar outras galáxias pegando carona num convés desconhecido. Ela observava também a forma como os marinheiros ancoravam suas vistas nas palavras que lhes escorriam dos dedos. 131 era o número da página do livro que observou dia desses num final de tarde. Seu palpite para esse era que o autor discorria sobre algo fantástico, daquele tipo com imensos labirintos e elfos. Na 135 o livro acabou, e ela observara atentamente o leitor até o ultimo ponto, quando ele esboçou a maior cara de duvida e confusão tratando imediatamente de  buscar no prefacio algum tipo de explicação. Ela gosta de encarar páginas alheias e não olhares, por isso o moço do ultimo livro a deixou sem jeito. Então, por muito tempo ela ficou sem visitar a B8. Seu segredo havia sido descoberto. 










P.S: Nesse marcador "No busú" postarei os textos que escrevo nas minhas indas e vindas pela cidade de Salvador, as vezes será sobre o que vi, as vezes sobre o que achei ter visto e várias outras sobre o que eu gostaria de ver. Como são textos escritos no balanço e na empolgação do momento, muitas virgulas e acentos estarão no lugar errado e farei questão de não corrigir, pois acredito que serão mais verdadeiros se não forem polidos! Espero que gostem! Tenham uma ótima semana! 

6 Comentários

  1. Deisinha, quanto tempo não apareço por essas bandas, mas achei tudo lindo por aqui, especialmente o texto que surgiu da correria do tempo de entre os assentos do busú =]
    É bom divagar nesse sacolejo e ver as palavras se sacudirem para fora, sempre divago no ônibus e vc me deu uma boa ideia de começar a escrever o que penso ^^
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que liiiindo ver você por aqui, Rody! Que saudades! Eu também estou em falta com A arte de um sorriso, tempinho que não passo por lá =/ mas vou dar um jeito nisso logo.
      Que bom que você gostou de texto e que ele te inspirou!!
      Um abraço, querido!! =*

      Excluir
  2. Deise,
    Que texto mais fofo <3
    Amei a ideia! Ótimo jeito de aproveitar o tempo dentro do ônibus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Malu!!! *__*
      Pois pois é muito bom mesmo!
      =*

      Excluir
  3. Deisoca! Amei esse marcador! A gente escreve tanta coisa nas idas e vindas na cidade né? E o busu é um senhor inspirador! Doida pra ver as proximas Marias, Joãos, Josés...
    Lindona!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que você gostou, Nana!! É verdade, passamos muito tempo no busu temos que aproveitar. E realmente o busu inspira, sempre me deparo com cada figura! rsrsr
    Bjo! =*

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita \0/. Participe da melodia, comente e me diga o que achou, sua opnião é SUPER importante!!!