A teia de aranha na cadeira a frente

Demonstra a falta da passagem de gente
Descreve um lugar talvez inabitado
Caracteriza um ambiente abandonado

A luz do sol sobre a mesma cadeira
Indica a possibilidade de vida
Mostra a presença de algo

Que audacioso se mostra o observador na primeira estrofe da descrição
porém logo em seguida faz importante obervação:
A relação entre o sol e a vida
E como presnete recebe ilustre visita
A majestosa arquiteta anda calmamente ao redor
E o observador surpreso repara que de abandonado aquele lugar
temo o nada de tudo, ou vice versa

2 Comentários

  1. Ei, esse daí eu vou musicar, sério.

    ResponderExcluir
  2. Eu me senti transportado para o tal lugar, até me sentei na cadeira, hehe.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita \0/. Participe da melodia, comente e me diga o que achou, sua opnião é SUPER importante!!!